ESPÍRITO SANTO: COMO ELE “PESQUISA” AS COISAS DE DEUS? - https://adeusheresias.com.br

www.ADEUS HERESIAS.com.br
Site dedicado a pessoas sinceras estudiosas da Bíblia.
Ir para o conteúdo

ESPÍRITO SANTO: COMO ELE “PESQUISA” AS COISAS DE DEUS?

SE o espírito santo é DEUS, como ele pode “pesquisar” as coisas de DEUS? Faz sentido DEUS “pesquisar” as coisas profundas dele mesmo? Por que o espírito não sabe o dia e a hora do ARMAGEDOM?
Ademais Deus não precisa de pesquisar nada dele mesmo, além do que Ele é Onisciente. Mat. 24:36; 1 Cor.2:10.

Quem pode se medir, controlar, guiar, instruir o espírito santo de Jeová? Isaías 40:12-14.
É óbvio que somente Seu dono.
Quem "guiou" o Espírito do SENHOR? Ou, como seu conselheiro, o ensinou? Trad. ARA
Quem "dirigiu" o espírito de Javé, quem lhe sugeriu o seu projeto? Trad. Pastoral
Quem mediu as proporções do espírito de Jeová, e quem, como seu homem lhe deu conselho? Trad. N. Mundo

Como o espírito sendo uma força poderosa pode “pesquisar”? Observe que um homem espiritual pode entender a Bíblia lendo-a em espírito. Este livro que foi inspirado pelo espírito.
No entanto a Bíblia é descrita como discernindo os pensamentos do homem e sondando as intenções do coração dele. Em algumas traduções rezam: “Julgando” o homem! É possível um livro “julgar”, sondar, pesquisar e ler pensamentos? É neste sentido que o espírito “pesquisa” as coisas profundas de DEUS.” Heb. 4:12.

“O espírito pesquisa . . . as coisas profundas de Deus “O espírito pesquisa todas as coisas, até mesmo as coisas profundas de Deus.” 1 Cor. 2:10.
COMO somos gratos pela operação do espírito santo de Jeová! As Escrituras falam do espírito como dádiva e força que ajuda, dá testemunho e implora por nós. (João 14:16; Atos 2:38; Rom. 8:16, 26, 27) O apóstolo Paulo destacou outro papel vital do espírito santo quando disse: “O espírito pesquisa todas as coisas, até mesmo as coisas profundas de Deus.” (1 Cor. 2:10) Realmente, Jeová usa seu espírito santo para revelar verdades espirituais profundas. Sem essa ajuda, que entendimento teríamos dos propósitos de Jeová? (Leia 1 Coríntios 2:9-12.) No entanto, surgem várias perguntas: De que modo ‘o espírito pesquisa as coisas profundas de Deus’? Por meio de quem Jeová revelou essas coisas no primeiro século da EC? Como e por meio de quem o espírito pesquisa essas coisas profundas nos nossos dias?

Jesus indicou de que duas maneiras o espírito operaria. Pouco antes de sua morte, ele disse aos seus apóstolos: “O ajudador, o espírito santo, que o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas e vos fará lembrar todas as coisas que eu vos disse.” (João 14:26) Assim, o espírito santo ‘ensinaria e faria lembrar todas as coisas’. Ao ensinar, ajudaria os cristãos a compreender coisas que antes não entendiam. E ao ‘fazer lembrar’, os ajudaria a se recordarem das coisas que já haviam sido explicadas e a aplicá-las corretamente.
No primeiro século

O próprio Jesus ensinou a seus discípulos inúmeras verdades que eram novas para eles. Mas eles ainda tinham muito que aprender. Jesus disse aos apóstolos: “Ainda tenho muitas coisas para vos dizer, mas não sois atualmente capazes de suportá-las. No entanto, quando esse chegar, o espírito da verdade, ele vos guiará a toda a verdade.” (João 16:12, 13) Com isso Jesus indicou que, por meio de espírito santo, assuntos espirituais profundos seriam revelados gradativamente.

“O espírito da verdade” ‘chegou’ no Pentecostes de 33 EC, sendo derramado sobre cerca de 120 cristãos reunidos em Jerusalém. Houve evidências visíveis e audíveis desse acontecimento. (Atos 1:4, 5, 15; 2:1-4) Os discípulos falaram em várias línguas “sobre as coisas magníficas de Deus”. (Atos 2:5-11) Era tempo de ser revelado algo novo. O profeta Joel havia predito esse derramamento de espírito santo. (Joel 2:28-32) Os observadores presenciavam o cumprimento disso de um modo que nenhum deles havia esperado, e o apóstolo Pedro tomou a iniciativa em explicar o que estava acontecendo. (Leia Atos 2:14-18.) Assim, o espírito santo ‘ensinou’ ao esclarecer a Pedro que essa experiência dos discípulos era cumprimento dessa antiga profecia. Além disso, o espírito ‘fez lembrar’, pois Pedro não citou apenas Joel mas também dois salmos de Davi. (Sal. 16:8-11; 110:1; Atos 2:25-28, 34, 35) Aquilo que os presentes viram e ouviram realmente foram coisas profundas de Deus.

Muitos assuntos ainda precisavam de esclarecimento para os cristãos do primeiro século. Por exemplo, havia perguntas a respeito do novo pacto que passou a vigorar naquele Pentecostes. Será que esse novo pacto se limitava aos judeus e aos prosélitos judaicos? Poderiam os gentios também ser aceitos nele e ser ungidos com espírito santo? (Atos 10:45) Será que os homens gentios tinham de primeiro ser circuncidados e se submeter à Lei mosaica? (Atos 15:1, 5) Eram perguntas muito oportunas. Precisava-se do espírito de Jeová para pesquisar essas coisas profundas. Mas por meio de quem esse espírito operaria?

Cada um desses assuntos foi trazido à atenção por meio de homens de responsabilidade. Pedro, Paulo e Barnabé estavam na reunião do corpo governante e relataram como Jeová havia lidado com os gentios incircuncisos. (Atos 15:7-12) Depois de considerar essas evidências à luz de indicações nas Escrituras Hebraicas, e com a ajuda do espírito santo, os membros do corpo governante tomaram uma decisão. Daí informaram as congregações a respeito dessa decisão, por escrito. — Leia Atos 15:25-30; 16:4, 5; Efé. 3:5, 6.

Muitos outros assuntos foram esclarecidos por meio dos escritos inspirados de João, Pedro, Tiago e Paulo. Mas, em algum momento depois do fim da escrita das Escrituras Cristãs, os dons de profetizar e a revelação milagrosa de conhecimento cessaram. (1 Cor. 13:8) Será que o espírito continuaria a ‘ensinar e a fazer lembrar’? Continuaria a ajudar os cristãos a pesquisar as coisas profundas de Deus? As profecias indicaram que sim.
No tempo do fim

Falando sobre o tempo do fim, um anjo predisse: “Os perspicazes raiarão [ou brilharão] como o resplendor da expansão; e os que levam muitos à justiça, como as estrelas por tempo indefinido, para todo o sempre . . . e o verdadeiro conhecimento se tornará abundante.” (Dan. 12:3, 4) Quem seriam esses perspicazes que brilhariam? Jesus deu uma pista na sua ilustração do trigo e do joio. Falando sobre a “conclusão de um sistema de coisas”, ele declarou: “Naquele tempo, os justos brilharão tão claramente como o sol, no reino de seu Pai.” (Mat. 13:39, 43) Na sua explicação, Jesus identificou os “justos” como “os filhos do reino” — os cristãos ungidos. — Mat. 13:38.

Será que todos os cristãos ungidos ‘brilhariam’? Em certo sentido, sim, pois todos os cristãos participariam na pregação, em fazer discípulos e em edificar uns aos outros nas reuniões. Os ungidos dariam o exemplo. (Zac. 8:23) Além disso, porém, coisas profundas seriam reveladas no tempo do fim. A própria profecia que Daniel registrou foi ‘selada’ até esse tempo. (Dan. 12:9) Como e por meio de quem o espírito pesquisaria essas coisas profundas?

Em nossos dias, quando chega o tempo para esclarecer certo assunto espiritual, o espírito santo ajuda homens de responsabilidade, que representam o “escravo fiel e discreto” na sede mundial, a discernir verdades profundas não entendidas antes. (Mat. 24:45; 1 Cor. 2:13) O Corpo Governante como um todo analisa possíveis ajustes numa explicação. (Atos 15:6) As suas conclusões são publicadas em benefício de todos. (Mat. 10:27) Com o tempo, talvez sejam necessários esclarecimentos adicionais, e esses também são explicados honestamente. — Veja o quadro “Como o espírito revelou o significado do templo espiritual”.

Como o papel do espírito nos beneficia hoje
Todos os cristãos fiéis se beneficiam do papel do espírito santo na revelação das coisas profundas de Deus. Hoje, como no caso dos cristãos do primeiro século, nós estudamos e mais tarde recordamos e aplicamos informações que o espírito santo nos ajuda a entender. (Luc. 12:11, 12) Não precisamos de muita escolaridade para entender as verdades espirituais profundas que têm sido publicadas. (Atos 4:13) Como aumentar nosso entendimento das coisas profundas de Deus? Veja algumas sugestões.

Ore pedindo espírito santo. Antes de considerar matérias bíblicas, devemos orar para que o espírito santo nos oriente, mesmo que estejamos sozinhos ou com pouco tempo. Esses pedidos humildes certamente alegrarão o nosso Pai celestial. Como disse Jesus, Jeová atenderá generosamente o nosso sincero pedido de espírito santo. — Luc. 11:13.
Prepare-se para as reuniões. Nós recebemos “alimento no tempo apropriado” por meio da classe-escravo. O “escravo” cumpre sua designação por suprir matérias bíblicas e programas para estudo e reuniões. Há razões bem ponderadas quando se pede à “associação inteira dos irmãos” que considere certas informações. (1 Ped. 2:17; Col. 4:16; Judas 3) Nós cooperamos com o espírito santo quando fazemos o nosso melhor para seguir as recomendações fornecidas. — Apoc. 2:29.

Ao nos prepararmos para as reuniões cristãs, é bom verificar os textos citados e procurar discernir como cada um deles se aplica ao assunto em pauta. Essa prática aos poucos aprofundará nosso entendimento da Bíblia. (Atos 17:11, 12) Verificar esses textos produz uma impressão mental que o espírito santo pode mais tarde nos ajudar a recordar. Além disso, ver o texto na própria Bíblia deixa uma impressão visual que pode nos ajudar a encontrá-lo quando precisamos dele.

Mantenha-se em dia. Algumas matérias publicadas não são consideradas nas nossas reuniões, mas são preparadas para nosso benefício. Até mesmo as edições de nossas revistas destinadas ao público visam atingir esse objetivo. Neste mundo complicado, muitas vezes precisamos esperar por alguém ou por algo. Assim, se tivermos à mão uma publicação que ainda não lemos, ou que só lemos em parte, podemos usar essas oportunidades para adiantar a leitura. Alguns se mantêm em dia ouvindo gravações de nossas publicações ao caminhar ou ao andar de carro. Pesquisadas cuidadosamente, mas redigidas tendo em mente os leitores medianos, todas essas matérias aprofundam nosso apreço por assuntos espirituais. — Hab. 2:2.
Medite. Ao ler a Bíblia ou publicações bíblicas, reserve tempo para pensar. Ao seguir cuidadosamente a sequência das ideias, podem surgir perguntas. Poderá anotá-las e buscar as respostas mais tarde. Em geral, quando pesquisamos algo que nos intriga, vamos mais a fundo no assunto. Dessa forma, o entendimento que adquirimos torna-se parte do nosso tesouro pessoal ao qual podemos recorrer conforme a necessidade. — Mat. 13:52.

Jesus disse que o espírito atuaria como ajudador. Portanto, não devemos nos esquivar de estudar as verdades mais profundas da Palavra de Deus. Essas verdades são parte do precioso “conhecimento de Deus”, e somos convidados a pesquisá-las. (Leia Provérbios 2:1-5.) Elas revelam muito a respeito das “coisas que Deus tem preparado para os que o amam”. O espírito santo nos ajudará no nosso empenho de aprender mais sobre a Palavra de Jeová, pois “o espírito pesquisa todas as coisas, até mesmo as coisas profundas de Deus”. — 1 Cor. 2:9, 10.


PERGUNTAS SOBRE O ESPÍRITO SANTO
001- Por que o espírito santo nunca conversou com Jesus?
002- Por que o espírito santo nunca conversou com Jeová?
003- Por que o espírito santo não tem nome próprio?
004- Por que o espírito santo de Deus não é Filho de Deus?
005- Por que o espírito santo não recebe orações?
006- Por que o espírito santo não pode perdoar pecados?
007- Por que o espírito santo não tem trono?
008- Por que o espírito santo não é rei?
009- Por que o espírito santo não é pastor?
010- Por que o espírito santo não recebe adoração?
011- Por que o espírito santo não recebe honras?
012- Por que o Pai não ama o espírito santo?
013- Por que o Filho não ama o espírito santo?
014- Por que o Pai não deixou herança ao espírito santo?
015- Por que não podemos cantar hinos ao espírito santo?
016- Por que o Pai não glorifica o espírito santo?
017- Por que o espírito santo não é saudado?
018- Por que o espírito santo não é pessoa no Apocalipse?
019- Por que no Apocalipse não tem a palavra espírito santo?
020- Por que para ganhar o espírito santo se pede ao Pai?
021- Por que o espírito santo não é Salvador?
022- Por que o espírito santo não é chamado de Senhor?
023- Por que o espírito santo não é irmão de Jesus?
024- Por que o espírito santo é representado por coisas abstratas?
025- Por que mundanos não pecam contra o espírito santo?  
026- Por que  usar termos para o espírito santo como: cair, pousar, derrubar, encher, soprar, ser bebido, repartido, etc.?
027- Por que não precisa ter fé no espírito santo?
028- Por que o espírito santo não participa do Reino?
029- Por que o espírito santo não se proclama Deus?
030- Por que o espírito santo não tem amigos?
031- Por que o espírito santo nunca foi visto no céu?
032- Por que o espírito santo não participa das reuniões celestiais?
033- Por que o espírito santo não tem um corpo?
034- Por que não é possível conhecer o espírito santo?
035- Por que ele é tratado também com pronome neutro?
036- Por que é comandado pelos seus Donos?
037- Por que o espírito santo não é uma alma?
038- Por que não pode se invocar o nome do espírito santo?
039- Por que a Bíblia não menciona membros corporais dele?
040- Por que  nem o satanás o reconhece como pessoa?
041- Por que o espírito santo não é mencionado na Ceia do Senhor?
042- Por que o batismo com o espírito santo não é junto com o batismo cristão.
043- Por que o espírito santo não julga os pecados contra si mesmo?
044- Por que o espírito santo não tem anjos para si?
045- Por que o espírito santo não é chamado na bíblia de "pessoa"?
046- Por que o espírito santo não pode ser honrado?
047- Por que o espírito santo não é pessoa no Apocalipse?
048- Por que o espírito santo não participa no Armagedom?
049- Por que o espírito santo não é mencionado na Nova Jerusalém?
050- Por que o espírito santo não é mencionado no Reino Milenar?
051- Por que o espírito santo não se teme, serve, ama, e adora?
052- Por que a Bíblia usa pronome NEUTRO para o espírito santo?
053- Por que o espírito santo é representado por uma ave? (linguagem antropomórfica)
054- Por que não tem pecados contra o espírito santo no Velho Testamento?
055- Por que o espírito santo de Jeová é mais importante que Jesus?
056- Por que não é necessário temê-lo. Apoc 14:7.
057- Por que nunca será um profeta.

PECAR CONTRA O ESPÍRITO DE JEOVÁ.
Quando Jeová aprova um cidadão com o espírito DELE...E se o cidadão PRATICAR o pecado deliberadamente, depois de ter recebido o espírito santo, com certeza peca contra JEOVÁ, o dono da força ativa. Heb. 10:26-30.
Este foi o caso de Ananias e Safira, estavam em pentecostes e entre os anciãos e apóstolos que foram batizados com o espírito santo de Jeová. Atos 2:1-11; 5:1-5.

QUESTIONAMENTO DE LEITORES
A palavra força Ativa só aparece na tradução das Testemunhas de Jeová. Gên. 1:2.
O ESPÍRITO SANTO É UMA FORÇA ATIVA E IMPESSOAL, VEJA  EM VÁRIAS TRADUÇÕES DA BÍBLIA:
01- "A terra estava sem forma e vazia; as trevas cobriam o abismo e um vento impetuoso soprava sobre as águas."  Gên.1:2 Trad. Pastoral.
http://www.paulus.com.br/biblia-pastoral/_P8.HTM
02- "Ora, a terra estava vazia e vaga, e as trevas cobriam o abismo, e um vento de Deus pairava sobre as águas." Gên. 1:2 Trad. Jerusalém, Nova edição,revista 1985.
03- "A terra era vazia e deserta, e havia escuridão sobre as águas profundas e a força ativa de Deus movia-se sobre as água." Gên. 1:2 Trad. Novo Mundo.
04- "Não havia ordem nem vida na terra, que era toda coberta por um mar profundo. A escuridão cobria o mar, e o Espírito de Deus* (*rodapé: "ou o Poder de Deus ou o Vento de Deus") se movia por cima da água." Gên 1:2, Trad. Linguagem de Hoje edição 1988.
05- "A terra porém era vã e vazia: e as trevas cobriam a face do abysmo: e o espírito (em minúsculo) de Deus era levado sobre as águas". Gên. 1:2. Trad. Antonio Pereira de Figueiredo 1842. Lisboa.
06- "A terra, porem estava informe e vazia, e as trevas cobriam o Abismo, mas o espírito (em minúsculo) de Deus pairava por sobre as águas". Trad. Mensagem de Deus. Editora Santuário
07- Por que várias traduções modernas da bíblia estão traduzindo “espírito” em minúsculo? Veja Isaías 11:1, nessa tradução: http://www.paulus.com.br/biblia-pastoral/_PNS.HTM

Como a força ativa de Jeová, Seu espírito santo, pode participar numa reunião de pessoas e dar seu parecer e não seu uma pessoa?  Atos 15:2,8,28.
Vamos examinar o item acima: o espírito santo não participa de reuniões!
Na sua refutação, apresenta provas na Bíblia que o espírito santo participa sim e dá até parecer sendo uma pessoa. Atos 15:2-28.
RESPOSTA:
Em Atos 15:2-28, a "participação" do espírito santo nas reuniões que estão presentes somente humanos é figurativa e abstrata. (Deus personaliza seu espírito).
Somente nestes casos, Jeová dá seu espírito santo a todos humanos presente reunidos, para abençoá-los nas suas decisões unânimes. Atos 15:8.
Todavia as reuniões que afirmamos, que o espírito santo nunca participou, são aquelas onde todos seres vivos ( PESSOAS )no céu estão presentes e participando.

Como pode o espírito santo ser uma força ativa "participar" e dar seu "parecer" em assuntos nas reuniões de servos Cristãos de Deus? Atos 15:2,22,25,28; Atos 20:28; Atos 9:3-6.
Na verdade se lermos atentamente os todos relatos em que o espírito santo atua nos homens designados de Deus para solucionarem problemas congregacionais ou mesmo decidirem assuntos importantes, notaremos que não se menciona a "presença" dele, não se vê sua "presença" e nem se ouve diretamente seu "parecer".

Estamos falando em reuniões celestiais onde o espírito santo, se fosse pessoa, obrigatoriamente deveria estar e jamais se ausentar, não haveria escusas de forma alguma!  
Por exemplo (1): Reunião celestial geral de todos os seres espirituais, para Jeová entregar o reinado dele sobre a Terra, ao Senhor Jesus. Dan. 7:9-14.
Relação dos presentes na reunião mais importante do universo:
1- Jeová o supremo.
2- Jesus o filho do altíssimo.
3- Os trilhões de anjos de todas categorias.
Por que será que o espírito santo estava ausente?  Iria faltar da reunião mais importante do universo? Teria um motivo ou justificativa plausível? Será que ele foi na reunião, mas Deus não honrou a presença dele, não mencionando tal presença?

Exemplo (2): Reunião celestial apocalíptica. Apoc. cap. 4,5.
Relação dos presentes na última reunião perante o soberano do universo Jeová.
1- O soberano universal Jeová no seu trono.
2- O Cordeiro em pé ao seu lado do trono.
3- Os querubins, próximos ao trono.
4- Os 24 anciãos (144.000) ao redor do trono.
5- Toda multidão de anjos de todas as classes diante do trono.
Por que será que o espírito santo estava novamente ausente?
Por que se fosse pessoa,  estava ausente em todas demais visões apocalípticas?
Por que não foi visto na grande tribulação, no Armagedom, no milênio e nem no juízo final?  E por que será que foi visto como coisas abstratas, como sete lâmpadas, sete espíritos?

Como pode o espírito santo ser uma força ativa "participar" e dar seu "parecer" em assuntos nas reuniões de servos Cristãos de Deus? Atos 15:2,22,25,28; Atos 20:28; Atos 9:3-6.
Na verdade se lermos atentamente os todos relatos em que o espírito santo atua nos homens designados de Deus para solucionarem problemas congregacionais ou mesmo decidirem assuntos importantes, notaremos que não se menciona a "presença" dele, não se vê sua "presença" e nem se ouve diretamente seu "parecer".

Apenas os participantes confessam que deram seus pareceres unânimes, baseados nas instruções da Bíblia (inspirada por ele) e por Jeová que lhes ter dado Seu espírito santo, debaixo de oração. Não é o caso do Senhor Jesus quando está "presente" em espírito literalmente para dar "parecer" e instruções. Observe que Saulo, vê o Senhor, conversa com ele, e recebe as instruções explícitas de Jesus. Atos 9:3-6
Assim pode dizer que o espírito santo deu seu "parecer".

CONCLUSÃO:
Leitores principiantes da Bíblia ainda não notaram que Jeová personifica o espírito santo somente com relação aos assuntos terrestres. Entretanto nos lugares celestiais o Seu espírito não é retratado como pessoa.
O espírito santo não falará do seu impulso, mas falará do que ouvir e lhes anunciará o que está por vir João 16:14; Isaías 46:9,10.
Quem instrui o espírito santo para ele poder falar? Como isso se dará se o espírito santo não tem boca nem ouvidos?

PESQUISA ADICIONAL






Voltar para o conteúdo