ESCRAVO FIEL E PRUDENTE - https://adeusheresias.com.br

www.ADEUS HERESIAS.com.br
Site dedicado a pessoas sinceras estudiosas da Bíblia.
Ir para o conteúdo

ESCRAVO FIEL E PRUDENTE

Escravo fiel e discreto
Ao responder à pergunta dos apóstolos sobre a futura presença dele e a terminação do existente sistema de coisas, Jesus Cristo incluiu uma parábola, ou ilustração, que tratava de um “escravo fiel e discreto” e de um “escravo mau”. O amo do escravo fiel designou-o sobre os seus domésticos, ou servos domésticos, para dar-lhes o seu alimento. Se fosse aprovado na volta do seu amo (evidentemente de uma viagem), o escravo seria recompensado por ser encarregado de todas as propriedades do seu amo. — Mt 24:3, 45-51.

Na ilustração paralela, em Lucas 12:42-48, o escravo é chamado de mordomo, isto é, de gerente ou administrador doméstico, alguém encarregado de servos, embora ele mesmo seja servo. Esta posição, nos tempos antigos, freqüentemente era ocupada por um escravo fiel. (Veja Gên 24:2; também o caso de José, em Gên 39:1-6.) Na ilustração de Jesus, o mordomo, no começo, só foi encarregado da supervisão e do fornecimento no tempo apropriado dos alimentos ao corpo de ajudantes, ou servos, do amo, e, depois, por ter cuidado fiel e discretamente deste ministério, sua designação foi ampliada para abranger a supervisão de todos os bens do amo. Quanto à identificação do “amo” (gr.: ký·ri·os, também traduzido por “senhor”), Jesus já mostrara que ele mesmo ocupava tal posição com relação aos seus discípulos, e ocasionalmente estes se dirigiam a ele como tal. (Mt 10:24, 25; 18:21; 24:42; Jo 13:6, 13) Resta a pergunta sobre a quem se aplica a figura do escravo, ou mordomo, fiel e discreto, e o que representa distribuir ele alimentos aos domésticos.

Comentadores, não raro, consideram isso como uma exortação geral a todos os que ocupam cargos específicos de responsabilidade na congregação cristã. O requisito de fidelidade no desincumbimento das responsabilidades claramente se aplica a todos estes. (Veja Mt 25:14-30; Tit 1:7-9.) Todavia, a impossibilidade de cada uma destas pessoas ser colocada ao mesmo tempo sobre “todos” os bens do seu amo, por ocasião da chegada dele, é óbvia. No entanto, isto não exige que o “escravo” prefigure apenas uma determinada pessoa com tal privilégio. As Escrituras contêm exemplos do uso de um substantivo no singular para se referir a um grupo coletivo, como no caso em que Jeová se dirigiu ao grupo coletivo da nação israelita e lhe disse: “Vós sois as minhas testemunhas [plural], . . . sim, meu servo [singular] a quem escolhi.” (Is 43:10) De modo similar, a figura de um infiel “escravo mau” pode aplicar-se a um grupo coletivo, do mesmo modo em que se mostra que “o anticristo” é uma classe constituída por anticristos individuais. — 1Jo 2:18; 2Jo 7.

Aqueles que constituem a congregação cristã são chamados pelo apóstolo Paulo de “membros da família de Deus” (Ef 2:19; 1Ti 3:15), e o mesmo apóstolo mostra que o ‘fiel serviço de mordomo’ entre tais membros da família envolve a distribuição das verdades espirituais de que se ‘alimentariam’ aqueles que se tornassem crentes. (1Co 3:2, 5; 4:1, 2; compare isso com Mt 4:4.) Embora esta fosse uma das principais responsabilidades dos designados como ‘pastores’ do rebanho (1Pe 5:1-3), o apóstolo Pedro mostra que tal administração das verdades divinas foi realmente confiada a todos os ‘escolhidos’, a todos os ungidos pelo espírito, da congregação cristã. (1Pe 1:1, 2; 4:10, 11) Assim, a inteira congregação cristã, ungida, devia servir numa administração unida, distribuindo essas verdades. Ao mesmo tempo, os membros individuais que constituem esse corpo composto, ou os “domésticos” que constituem a “casa” de Deus (Mt 24:45; He 3:6; Ef 2:19), seriam também os beneficiados com o “alimento” distribuído. (He 5:11-14; compare isso com 1Co 12:12, 19-27.) Manter a fidelidade até a prometida ‘chegada’ do amo resultaria em maiores responsabilidades. — Mt 24:46, 47; Lu 12:43, 4

O MORDOMO PRUDENTE DE CRISTO
E o Senhor (Jesus) disse: “Quem é realmente o administrador fiel, o prudente, a quem o seu senhor (Jesus) encarregará do grupo de assistentes para sempre dar a eles a sua medida de mantimentos notempo apropriado"? (Fim) Lucas 12:42.

“Quem é realmente o escravo fiel e prudente, a quem o seu senhor encarregou dos seus domésticos, para lhes dar o alimento no tempo apropriado? Feliz aquele escravo se o seu senhor, quando vier, o encontrar fazendo isso! Digo a verdade a vocês: Ele o encarregará de todos os seus bens". Mat.24:45-47.

Estudiosos da bíblia preconizam que o escravo (servo) fiel e prudente  de Jesus, sejam todos escravos fiéis de Deus e de Cristo. Mas se parar para pensar, verá que Lucas o descreve o escravo fiel de um forma mais clara e conclusiva.  

Observe UM (MORDOMO*) classe administradora, sendo encarregada de alimentar UM GRUPO DE ASSISTENTES.
*Mordomo: substantivo masculino
1- indivíduo encarregado de administrar, em residência alheia, as tarefas domésticas cotidianas, distribuindo-as entre os demais empregados.
2- pessoa que administra os bens de uma irmandade ou qualquer outro estabelecimento
Alguns criticam o Atual Escravo de "classe seleta" de homens do Corpo Governante.  A quem atacamos quando mal dizemos do corpo governante e escravo fiel e discreto?

À JESUS, pois ele é o cabeça da congregação e usa estes meios para promover a adoração de seu Deus e Pai. Apoc. 3:12
No primeiro século Jesus acompanhava, supervisionava, liderava a congregação através do CORPO GOVERNANTE, diretamente. (Livro de Atos)
Neste tempo do Fim Jesus como dono, usa e administra o ESCRAVO FIEL E DISCRETO para a promoção das Boas Novas em toda terra habitada. Mat 24:14,45,46.

Portanto amigos, quem faz calúnia e difama as coisas de Jesus está difamando o próprio JESUS e consequentemente Seu Pai Jeová. Com certeza não ficarão impunes os que caem nesta armadilha apóstata.

QUESTIONAMENTOS- ESCRAVO FIEL E DISCRETO
01- Por que as Testemunhas Jeová descobriram que o escravo fiel e discreto surgiu na Terra em 1919?
RESPOSTA: A fera do mar surgiu em 1914. Os cristãos foram perseguidos três anos e meio. Depois foram mortos e venceram sendo soltos da prisão. Mas para surgir o escravo fiel e discreto estes filhos ungidos deveriam vencer a imagem da fera idealizada em 01/1919 e inaugurada em 04-1919 (Liga das nações). Portanto foi nesta ocasião que passaram a ser inscritos no livro do Cordeiro.( A noiva). Maiores detalhes: Quem é a Besta, neste site.

02- Quem é o escravo fiel e discreto que Jesus disse em Mateus 24:45-47?
Será que são todos aqueles que estiverem vigilantes cumprindo a vontade do amo, quando ele chegar repentinamente, serão considerados por Jesus como sendo o "escravo fiel", e receberão a recompensa. Mas quem é o escravo fiel, só será conhecido quando Jesus voltar. No momento somos só escravos com um dever a cumprir e se cumprirmos nossa tarefa até o fim, o amo Jesus Cristo vai nos recompensar e dizer: "muito bem escravo bom e fiel !"
RESPOSTA: Por que as afirmações acima não são verdadeiras? Quando Jesus voltar será a recompensa (galardão) e não a designação! Se assim fosse até Jesus voltar, quem alimentaria espiritualmente corretamente o povo de DEUS? Jesus fez o desafio ? Quem seria? Isto indica que todos saberiam quem é o escravo logo na sua designação e não na premiação.  

03- Se o escravo fiel surgiu em 1919, quem alimentou os povos espiritualmente desde a fundação do Cristianismo na Terra até esta data?

04- Por que o Corpo Governante afirma que suas interpretações da Bíblia são as únicas corretas?
RESPOSTA: Primeiro lugar eles são também o escravo fiel e discreto aprovado para dar o alimento apropriado para o tempo do fim. Mat. 24:45-47.
PROVAS ADICIONAIS:
a) - QUEM INTERPRETA A BÍBLIA ATRAVÉS DOS MODELOS PROFÉTICOS?
b) - QUEM SABE CORRETAMENTE À QUEM A BÍBLIA FOI DIRIGIDA PRIMARIAMENTE?
c) - QUEM HOJE SABE CORRETAMENTE PROFECIAS DE LONGO ALCANCE IGUAIS À DAN. CAPÍTULO 11?
d) - QUEM TEM A BÍBLIA EXPLICADA VERSÍCULO POR VERSÍCULO PARA CONSULTA AO PÚBLICO?

05- Por que o corpo governante se auto-designa "classe de João", sendo que João era inspirado por Deus , e o CG não é?
RESPOSTA: Pertencer a "Classe de João" que dizer que pertence a classe dos "ungidos" da "classe da noiva de Cristo", os 144.000 que reinarão com Cristo nós céu mil anos. Apoc. 20:6

O apóstolo era "inspirado" por Jeová por ele ser um dos homens que escreveu a Bíblia no primeiro século quando ainda não existia o escravo fiel e discreto no tempo do fim. (1919).
Ademais os homens do Corpo governante do primeiro século não eram "inspirados"  no sentido pleno de profeta. Eles eram "auxiliados" pelo espírito santo RECENTEMENTE DERRAMADO.

06- Se Jesus foi entronizado em 1914 e escolheu os representantes da Torre de Vigia para serem o escravo fiel e discreto em 1919, porque até por volta de 1925 era ensinado que Jesus tinha sido entronizado no céu em datas diferentes de 1914?                                                                             
RESPOSTA: Se alguém pensa que o escravo fiel em 1919, deu um estalo de dedo e já descobriu tudo de todas profecias se enganou redondamente.
Pense o seguinte: Israel de volta a terra prometida, depois do seu cativeiro restaurou sua ADORAÇÃO "PURA" à Jeová gradativa e progressivamente, ou tudo na hora já estava restabelecido?

Você pensa que na nova geração dos filhos deportados para a Babilônia, num piscar de olhos já se desvencilharam das praticas abomináveis adquiridas 70 anos na Babilônia? Você pensa que os MODERNOS ADORADORES de Jeová Presos na Babilônia na GRANDE  Apostasia da Igreja decaída durante milhares de anos (100d.C- 1919 d.C), num piscar de olhos já descobririam tudo automaticamente e repentinamente? 2 Tess. 2:1-12. Ou progressivamente o Escravo de Cristo decifraria as doutrinas velhacas do passarinheiro?
 
Você acha que O escravo teria condições de ser "videntes" (1 Sam. 9:9) e visualizar todos os cumprimentos de profecias de longo alcance que chegam até hoje? Dan. 12:3,4,9,10.
 
07- Como os iníquos terão certeza que a organização de Jeová é a verdadeira, antes do Armagedom?
Note que todos ungidos VIVOS na terra serão transformados sem morrerem. Imediatamente após sua mudança de natureza, subirão ao céu.
Todos na terra notarão o desaparecimento dos ungidos VIVOS na terra. 1 Cor. 15:51,52

MATÉRIAS  RELACIONADAS










Voltar para o conteúdo