CRUZ OU MADEIRO JESUS FOI EXECUTADO? - https://adeusheresias.com.br

www.ADEUS HERESIAS.com.br
Site dedicado a pessoas sinceras estudiosas da Bíblia.
Ir para o conteúdo

CRUZ OU MADEIRO JESUS FOI EXECUTADO?

“Estaca de tortura”, em Mat. 27:40, é a expressão usada em conexão com a execução de Jesus no Calvário, isto é, o Lugar da Caveira. Não há nenhuma evidência de que a palavra grega stau·rós significasse aqui cruz, tal como os pagãos usavam como símbolo religioso durante muitos séculos antes de Cristo. Então, porque alguns tradutores usam cruz só no novo testamento? Pela tradução do grego koiné para o latim, alguns verteram por crux!
Então alguns manuscritos do latim são usados até hoje calcule.




I-TEXTO BÍBLICOS QUE SUA TRADUÇÃO DA BÍBLIA USA MADEIRO. (xý-lon)
Gen. 40:19, Deut. 21:22,23, Josué 8:29, Esdras 6:11, Ester 2:23, 5:14, 6:4, 7:9,10, 9:13,23, Atos 5:30, 10:39, 13,29, Gal.3:13, 1 Pedro 2:24.
NOTE QUE SUA TRADUÇÃO NUNCA USA CRUZ NO VELHO TESTAMENTO

II-TEXTOS BÍBLICOS QUE SUA TRADUÇÃO DA BÍBLIA USA CRUZ. Grego: σταυρός (stau·rós); latim: crux.
Os quatro evangelhos, Atos, Rom 6:6, 1 Cor1:13,17,18,22, 2:1,8, 2 Cor 13:4, Gal 2:20, 3:1, 5:11,22, 6:12,13,14, Ef.2:16, Fil.2:8, 3:18, Col.1:20, 2:14, Heb.6:6, Apoc.11:8.

REFLEXÃO: NÃO PODEMOS MANQUITOLAR EM DUAS COISAS, OU CRUZ OU MADEIRO.
01- Sua Bíblia diz assim: Jesus será executado pelos costumes e lei dos JUDEUS, e não pela Lei dos Romanos. João 19:7, Deut. 21:22,23. A LEI DOS JUDEUS ERA executar as pessoas num POSTE ou numa cruz?  Deut. 21:22,23.  Fez, pois, Moisés uma serpente de bronze, e pô-la sobre uma HASTE; e sucedia que, tendo uma serpente mordido a alguém, quando esse olhava para a serpente de bronze, vivia.  “E como Moisés levantou a serpente no deserto, assim importa que o Filho do homem seja levantado; ALA.  
02- Sua Bíblia diz assim: Fez, pois, Moisés uma serpente de bronze, e pô-la sobre uma HASTE; e sucedia que, tendo uma serpente mordido a alguém, quando esse olhava para a serpente de bronze, vivia.    Num 21:9. ALA
03- “Os pregos” do relato de João 20:25, provam que Ele foi morto numa CRUZ?
Ninguém pode precisar o número total de pregos usados. Os pregos ou cravos foram usados nos pés e nas mãos, Luc 24:39. O conjunto de sinais chamados de “SINAL” (estigma) compreendia mãos, pés e o furo do lado! Joao 20:25.
04- Como se prega uma serpente numa cruz (POSTE) com os braços abertos?  João 3:14, Num. 21:9.
05- A sua Bíblia diz assim:  O Deus de nossos pais ressuscitou a Jesus, ao qual vós matastes, suspendendo-o no MADEIRO.  ALA Atos 5:30
06- A sua Bíblia diz assim:  Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós; porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado no MADEIRO; Gal. 3:13, ALA.
07- A sua Bíblia diz assim:  levando ele mesmo os nossos pecados em seu corpo sobre o MADEIRO, para que mortos para os pecados, pudéssemos viver para a justiça; e pelas suas feridas fostes sarados.  1 Ped. 2:24. ALA
08- A sua Bíblia diz assim: Nós somos testemunhas de tudo quanto fez, tanto na terra dos judeus como em Jerusalém; ao qual mataram, pendurando-o num MADEIRO. Atos 10:39, ALA.
09- A sua Bíblia diz assim: Quando haviam cumprido todas as coisas que dele estavam escritas, tirando-o do MADEIRO, o puseram na sepultura; Atos 13:29 ALA.
10- O acontecerá com a CRUZ, se todos tradutores se basearem no GREGO e não no LATIM, para fazerem suas traduções?
11- Era a CRUZ adorada antes de CRISTO? Veja o símbolo do deus TAMUZ é uma CRUZ: Ez.8:14.
12- Você JAMAIS encontrará em sua Bíblia a Palavra CRUZ no Velho Testamento? Deut. 21:22,23.  

COSTUMES DA CRUZ QUE DESAGRADAM A DEUS.
01- Usar o instrumento de execução do Cristo, como ícone.
02- Pensar que o instrumento de execução do Cristo tem poder real.
03- Usar o Instrumento de execução para reforçar as suas orações e cultos.
04- Colocar o instrumento de execução nos locais públicos, casa, templos, etc.
05- Carregar o instrumento em procissões.
06- Pendurar o instrumento de execução do Cristo no seu corpo, ou tatuar.
07- Considerar o instrumento de execução “SANTA” CRUZ. (MADEIRO).
08- Expulsar Satanás, o diabo, com o instrumento de execução de CRISTO!
09- Tatuar a “cruz” em seu próprio corpo. Lev. 19:28, Ex 20:4,5.
10- Se benzer com o "sinal" da Cruz

PESQUISA PROFUNDA:
No grego clássico, a palavra stau·rós significava apenas estaca ou poste vertical, ou estaca de fundação. O verbo stau·ró·o significava cercar com estacas para formar uma estacada ou paliçada. Os escritores inspirados das Escrituras Gregas Cristãs escreveram no grego comum (koi·né) e usaram a palavra stau·rós para se referir à mesma coisa que no grego clássico, a saber, a uma simples estaca ou poste, sem trave de qualquer espécie ou em qualquer ângulo. Não há prova ao contrário. Os apóstolos Pedro e Paulo também usaram a palavra xý·lon para se referir ao instrumento de tortura em que Jesus foi pregado, e isto mostra que se tratava duma estaca vertical sem trave, porque este é o significado de xý·lon neste sentido especial. (At 5:30; 10:39; 13:29; Gal. 3:13; 1Pe 2:24).  

Na LXX encontramos xý·lon em Esd.6:11 (2 Esdras 6:11), e ali é mencionado como viga em que o violador da lei devia ser pendurado, do mesmo modo que em Atos 5:30, 10:39.
Sobre o significado de stau·rós diz W. E. Vine, na sua obra An Expository Dictionary of New Testament Words (reimpressão de 1966), Vol. I, p. 256: “STAUROS (σταυρός) denota primariamente um poste ou uma estaca vertical. Em tais pregavam-se malfeitores para serem executados. Tanto o substantivo como o verbo stauroō, prender a uma estaca ou poste, originalmente devem ser diferenciados da forma eclesiástica de uma cruz de duas traves.
A forma desta última teve sua origem na antiga Caldéia e foi usada como símbolo do deus Tamuz (tendo a forma do Tau místico, a letra inicial de seu nome) naquele país e em terras adjacentes, inclusive no Egito. Por volta dos meados do 3° séc. A.D., as igrejas ou se tinham apartado ou tinham parodiado certas doutrinas da fé cristã. A fim de aumentar o prestígio do sistema eclesiástico apóstata, aceitavam-se pagãos nas igrejas, à parte de uma regeneração pela fé, e permitia-se-lhes em grande parte reterem seus sinais e símbolos pagãos. Assim se adotou o Tau ou T, na sua forma mais frequente, com o madeiro atravessado um pouco abaixado, para representar a cruz de Cristo.”

O dicionário latino de Lewis e Short apresenta o sentido básico de crux como “uma árvore, armação ou outro instrumento de execução feito de madeira em que se pregavam ou penduravam criminosos”. Nos escritos de Lívio, historiador romano do primeiro século AEC. crux significa apenas uma estaca. “Cruz” é apenas um significado posterior de crux. Uma simples estaca para se fixar nela um criminoso era chamada em latim de crux sím·plex. Tal instrumento de tortura foi ilustrado por Justo Lipsio (1547-1606) no seu livro De cruce libri tres, Antuérpia, 1629, p. 19. A fotografia da crux simplex na nossa p. 1518 é uma reprodução exata tirada de seu livro.

Paul Wilhelm Schmidt, que fora professor na Universidade de Basiléia, na sua obra Die Geschichte Jesu (A História de Jesus), Vol. 2, Tübingen e Leipzig, Alemanha, 1904, pp. 386-394, fez um estudo detalhado da palavra grega stau·rós. Na p. 386 de sua obra ele diz: “σταυρός [stau·rós] refere-se a todo poste ou tronco de árvore ereto, vertical.” A respeito da execução da punição imposta a Jesus, P.

W. Schmidt escreveu nas pp. 387-389: “Além dos açoites, segundo os relatos evangélicos, só entra em consideração a forma mais simples de crucificação romana para a punição imposta a Jesus, a suspensão do corpo despido numa estaca, a qual, a propósito, Jesus teve de carregar ou arrastar até o lugar da execução, para intensificar a ignominiosa punição. . . . Tudo o mais, além duma simples suspensão, é refutado pela grande escala em que esta execução muitas vezes era realizada: 2000 de uma só vez por Varo (Ant. Jos. XVII 10. 10), por Quadrato (Guerras Judaicas [em inglês] II 12. 6), pelo
Procurador Félix (Guerras Judaicas II 15. 2 [13. 2]), por Tito (Guerras Judaicas VII. 1 [V 11. 1]).”

Portanto, falta totalmente qualquer evidência de que Jesus Cristo tenha sido crucificado em dois pedaços de madeira colocados em ângulo reto. Não queremos acrescentar nada à Palavra escrita de Deus pela inserção nas Escrituras inspiradas do conceito pagão da cruz, mas vertemos stau·rós e xý·lon de acordo com o significado mais simples. Visto que Jesus usou stau·rós para representar o sofrimento e a vergonha ou tortura de seus seguidores (Mt.16:24), traduzimos stau·rós por “estaca de tortura”, para diferenciá-la de xý·lon, que traduzimos por “madeiro”, ou, na nota ao pé da página, por “árvore”, como em At.5:30.

PERGUNTAS DE LEITORES
01- Jesus dizer "O" sinal dos "pregos" em minhas mãos, provam que não era estaca ou madeiro?
Note que " O" sinal dos pregos  era um estigma que ficou no corpo de Jesus em todos lugares que foi pregado e traspassado, inclusive nos pés. João 20:25.   Não existe esta construção gramatical:  O" sinal dos "pregos" em minhas mão! Então o que quer dizer esta frase: O "sinal dos "pregos" em minhas mãos?   Significa que Jesus continha  "UM SINAL" para todos os pregos cravados em suas mãos  e nos seus pés.  Todos chamam este SINAL COMPOSTO de estigma. Caso contrário a gramática da Bíblia estaria  errada.  Neste caso a Bíblia deveria dizer: OS SINAIS DOS PREGOS.

02- Será que Jesus foi executado segundo a Lei dos Romanos ou dos Judeus?
"Para a estaca [com ele]!” Pilatos disse-lhes: “Tomai-o vós mesmos e pregai-o numa estaca, pois eu não acho nenhuma falta nele.” Os judeus responderam-lhe: “Nós temos uma lei, e é segundo a lei que ele deve morrer, porque se fez filho de Deus.” João 19:6,7.

03- Qual era a Lei original dos judeus para executar os sentenciados a morte?
Quando também em alguém houver pecado, digno do juízo de morte, e for morto, e o pendurares num madeiro, O seu cadáver não permanecerá no madeiro, mas certamente o enterrarás no mesmo dia; porquanto o pendurado é maldito de Deus; assim não contaminarás a tua terra, que o SENHOR teu Deus te dá em herança. Deut. 21:22,23. ALA Fiel.

04- O fato de Jesus ter sido pregado e não amarrado prova que ele morreu num cruz?
À princípio o condenado à morte era amarrado mais tarde passaram a enforcar e pendurar o cadaver e finalmente pregar na estaca.

05 QUEM JULGOU,  MATOU E EXECUTOU JESUS: OS JUDEUS OU ROMANOS?
(João 18:31) Assim, Pilatos lhes disse: “Levem-no vocês mesmos e julguem-no segundo a sua lei .” Os judeus lhe disseram: “Não nos é permitido matar ninguém.”

06- Por que os Judeus disseram não temos permissão para matar ninguém?
Se matarem Jesus durante a festividade da Páscoa, isso pode causar um alvoroço entre as pessoas. Mas, se conseguirem que os romanos o executem por um crime contra o governo, algo que os romanos têm autoridade para fazer, isso como que isentaria esses judeus de responsabilidade perante o povo.

Como representante do imperador, o governador exercia pleno controle sobre a província. Podia impor a sentença de morte e, de acordo com os que endossam o conceito de que o Sinédrio podia pronunciar a sentença de morte, a ratificação do governador tinha de ser obtida por aquela corte judaica, a fim de que essa sentença fosse válida. (Veja Mt 26:65, 66; Jo 18:31

07- Qual era a Jurisdição e autoridade do sinédrio?
Os judeus respeitavam muito o Sinédrio, e os juízes de tribunais inferiores eram obrigados a acatar suas decisões sob pena de morte. A corte cuidava em especial das qualificações de sacerdotes e de assuntos relacionados com Jerusalém, seu templo e a adoração que se praticava ali. Estritamente falando, a jurisdição civil do Sinédrio abrangia apenas a Judéia. Mas, visto que o Sinédrio era considerado supremo na interpretação da Lei, ele exercia autoridade moral nas comunidades judaicas no mundo inteiro. Por exemplo, o conselho, liderado pelo sumo sacerdote, instruiu os líderes das sinagogas em Damasco a cooperar na prisão de seguidores de Cristo. (Atos 9:1, 2; 22:4, 5; 26:12) E é provável que os judeus que visitavam Jerusalém para as festividades levassem de volta para casa as notícias sobre as deliberações do Sinédrio.
A jurisdição do Sinédrio se restringia a assuntos de importância nacional, a tratos com juízes que desacatassem suas decisões e ao julgamento de falsos profetas. Jesus e Estêvão compareceram a esse tribunal como acusados de blasfêmia; Pedro e João, de subverter o país e Paulo, de profanar o templo. — Marcos 14:64; Atos 4:15-17; 6:11; 23:1; 24:6.
Julgamento de Jesus e seus discípulos

08- Por que José de Arimateia teve que pedir o corpo de Jesus à Pilatos e não ao sinédrio Judaico?
Note que os Lideres Judaicos haviam pedido a Pilatos emprestar soldados para vigiar o túmulo de Jesus, para que seu corpo não sumisse e glorificasse a ressurreição de Jesus. Mateus 27:62-66.

José de Arimatéia, outro membro do Sinédrio, corajosamente pediu a Pilatos o corpo de Cristo e o colocou na sepultura nova que havia preparado para si mesmo. José “aguardava o reino de Deus”, mas o medo dos judeus o impediu de se identificar como discípulo de Jesus. Para crédito de José, porém, seu voto não foi a favor da conspiração do Sinédrio para matar Jesus.  Marcos 15:43-46; Mateus 27:57-60; Lucas 23:50-53; João 19:38.

09- Por que as testemunhas de Jeová retratam Jesus na estaca de tortura somente com um prego nas duas mãos? Mas, em João 20:25, se diz para ver "O SINAL" dos PREGOS NAS mãos?
NOTE PELO CONTEXTO que este "sinal", era o sinal composto de todos estigmas dos pregos no corpo de Jesus.
Se Jesus tivesse sido morto numa CRUZ  a gramática correta seria: "OS SINAIS" DOS PREGOS NAS MÃOS.
Você conseguiria achar  uma execução de um infrator da Lei JUDAICA que merecia pena de Morte ser morto numa CRUZ? Nem a de Jesus. Deut. 21:22,23; Atos 5:30. ALA Fiel.

10- A Bíblia afirma que acima da cabeça de Jesus estava uma placa fixada. Será este fato a prova que a execução de Cristo não poderia ser numa estaca?
Os braços de uma pessoa não podem ser arrancados. se os braços e mãos de Jesus estivessem logo acima da cabeça, isto não quer dizer que a placa deixou de estar acima da cabeça de Cristo.

11- Está especificada a ORDEM de cada coisa de tudo que está sobre a cabeça  de Jesus  na estaca de tortura?  
A coroa de espinho obviamente é  a primeira. A segunda coisa são  os Braços. CERTAMENTE a terceira,  a placa "INRI",  vem depois (acima de tudo). Entretando todas as coisas estão sobre a cabeça de Jesus.

12- Qual a causa "mortis" do ÓBITO de JESUS? Será que um humano perfeito crucificado numa cruz morreria tão rápido?
É  comprovado que Jesus morreu por asfixia. Será  que crucificação mata alguém por asfixia?  Então, os judeus, para que *no sábado não ficassem os corpos na cruz (madeiro), visto como era a preparação, pois era grande o dia daquele sábado*, rogaram a Pilatos que se lhes quebrassem as pernas, e fossem tirados.
Se Cristo tivessem sido executado num cruz, não teria sentido quebrar-lhe as pernas, pois seus braços abertos lhe sustentariam sem asfixiá-lo.

COMO ERAM EXECUTADAS AS PENAS DE MORTES NO IMPÉRIO ROMANO?

OS JUDEUS ESCOLHERAM MORTE NA ESTACA SUA FORMA OFICIAL DE EXECUÇÃO
Marcos 15:13, Lucas 23:23, João 24:20... Observação: No grego não tem a palavra CRUZ.

Então será que a profecia da Bíblia falha?



Por que as testemunhas de Jeová retratam Jesus na estaca de tortura somente com um prego nas duas mãos? Mas, em João 20:25, se diz para ver "O SINAL" dos PREGOS NAS mãos?
RESPOSTA:  NOTE PELO CONTEXTO que este "sinal", era o sinal composto de todos estigmas dos pregos no corpo de Jesus.
Se Jesus tivesse sido morto numa CRUZ  a gramática correta seria: "OS SINAIS" DOS PREGOS NAS MÃOS.
Você conseguiria achar  uma execução de um infrator da Lei JUDAICA que merecia pena de Morte ser morto numa CRUZ? Nem a de Jesus. Deut. 21:22,23; Atos 5:30. ALA Fiel.

INFORMAÇÕES DA INTERNET SOBRE A CRUZ
A forma da [cruz de duas vigas] teve sua origem na antiga Caldeia e foi usada como símbolo do deus Tamuz (tendo a forma do Tau místico, a letra inicial de seu nome)naquele país e em terras adjacentes no Egito. Por volta dos meados do 3º séc. A.D, as igrejas ou se haviam apartado ou tinham arrematado certas doutrinas da fé cristã. A fim de aumentar o prestígio do sistema eclesiástico apóstata, aceitavam-se pagãos nas igrejas, à parte de uma regeneração pela fé, e permitia-se-lhes em grande parte reter seus sinais e símbolos pagãos. Assim se adotou o Tau ou T, na sua forma mais frequente, com a peça transversal abaixada um pouco, para representar a cruz de Cristo. Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

A Enciclopédia Judaica diz:
“A cruz como um símbolo cristão (...) entrou em uso pelo menos no segundo século (ver "apost. Const." Iii. 17; epístola de Barnabé, XI.-xii.; Justin, "Apologia", i . 55-60; "Dial. cum Tryph". 85-97) e à marcação de uma cruz sobre a testa e do tórax foi considerado como um talismã contra os poderes dos demônios.

Wikipédia, a enciclopédia livre.
Crucificação ou crucifixão[1] é um método de pena de morte no qual a vítima é amarrada ou pregada em uma viga de madeira e pendurada durante vários dias até a eventual morte por exaustão e asfixia.[2][3][4]

Crê-se que o método tenha sido criado na Pérsia[5] e trazido no tempo de Alexandre para o Ocidente. Os itálicos copiaram a prática dos cartagineses. Neste ato se combinavam os elementos de vergonha e tortura, e por isso o processo de crucificação era olhado com profundo horror. O castigo da crucificação começava com a flagelação, depois do criminoso ter sido despojado de suas vestes. No azorrague os soldados fixavam os pregos, pedaços de ossos, e coisas semelhantes, podendo a tortura do açoitamento ser tão forte que às vezes o flagelado morria em consequência do açoite. O flagelo era cometido ao réu estando este preso a uma coluna.

No ato de crucificação a vítima era pendurada de braços abertos em uma cruz de madeira, amarrada ou, raramente, presa a ela por pregos perfurantes nos punhos e pés. O peso das pernas sobrecarregava a musculatura abdominal que, cansada, tornava-se incapaz de manter a respiração, levando à morte por asfixia. Para abreviar a morte os torturadores às vezes fraturavam as pernas do condenado, removendo totalmente sua capacidade de sustentação, acelerando o processo que levava à morte. Mas era mais comum a colocação de "bancos" no crucifixo, que foi erroneamente interpretado como um pedestal. Essa prática fazia com que a vítima vivesse por mais tempo. Nos momentos que precedem a morte, falar ou gritar exigia um enorme esforço.

O termo vem do Latim crucifixio ("fixar a uma cruz", do prefixo cruci-, de crux ("cruz"), + verbo figere, "fixar ou prender".)[6]

PERGUNTAS ESCRUTINADORAS DA CRUZ
01- Por que tradutores ainda usam a palavra cruz se nos manuscritos hebraicos e gregos não constam esta palavra?
02- Por que não existe nenhuma crucificação na Bíblia de Gênesis a Apocalipse a não ser a "suposta" crucificação de Jesus?
03- Por que  a maioria dos tradutores usa metade das ocorrências da execução de Cristo a palavra madeiro e a outra metade "cruz"?
04- Por que os judeus não corroboraram a crucificação de Jesus? Vide acima  informações da enciclopédia Judaica. (Blasfêmia)
05- Por que a cruz é símbolo de adoração e até de se benzer?
06- Será que a cruz com quatro pontas representa a trindade? "Em nome do Pai, do Filho, do espírito, e em nome do santo? (quatro)
07- Por que a Cruz só foi aceita pela "igreja apóstata" somente na metade do quarto século?

CONCLUSÃO  
Se você conferir em sua tradução da Bíblia em todas execuções de Judeus criminosos  ocorridas desde Gênesis até a execução de Jesus, nunca encontrará uma sequer execução na CRUZ.
Será que Jesus seria o primeiro a ser executado ao modo romano? Será que a profecia da Bíblia falhou ? Deut. 21:21,23. João 19:6,7.

Quando e quem implantou a ideia da execução do Judeu Jesus numa CRUZ ao invés de execução num madeiro?  Deut. 21:22,23; Atos  5:30
A imagem de Jesus crucificado só começou a ser venerada séculos depois da morte dele, e foi o Concílio de Niceia, no ano 325, que autorizou oficialmente a imagem do crucifixo tal como o usamos hoje. Os seguidores dos primeiros séculos do cristianismo se envergonhavam de uma imagem que lhes recordava a morte atroz que os romanos infligiam aos grandes criminosos.

Voltar para o conteúdo