ANIMAIS: O "EVANGELHO" DOS ANIMAIS - https://adeusheresias.com.br

www.ADEUS HERESIAS.com.br
Site dedicado a pessoas sinceras estudiosas da Bíblia.
Ir para o conteúdo

ANIMAIS: O "EVANGELHO" DOS ANIMAIS

OS ANIMAIS VÃO PARA O CÉU?

Deus criou todos animais antes de criar os humanos
.
"E Deus prosseguiu, dizendo: “Produza a terra almas viventes segundo as suas espécies, animal doméstico, e animal movente, e animal selvático da terra, segundo a sua espécie.”
E assim se deu.  E Deus passou a fazer o animal selvático da terra segundo a sua espécie, e o animal doméstico segundo a sua espécie, e todo animal movente do solo segundo a sua espécie. E Deus pôde ver que [era] bom. Gênesis 1:24:25


A inferioridade  dos Animais em relação ao Homem
Façamos [o] homem à nossa imagem, segundo a nossa semelhança, e tenham eles em sujeição (dominem) os peixes do mar, e as criaturas voadoras dos céus, e os animais domésticos, e toda a terra, e todo animal movente que se move sobre a terra. Gênesis 1:26,27

Ao dizer que a morte ‘entrou no mundo’, a Bíblia indica que a humanidade não foi originalmente criada para morrer. Para os humanos, a velhice e a morte são o resultado da rebeldia do primeiro homem contra Deus. Os animais, por outro lado, não foram criados para viver para sempre. Gênesis 3:21; 4:4; 9:3, 4.

As pessoas foram criadas para ser diferentes dos animais. Em comparação a eles, somos uma forma de vida superior, assim como os anjos são superiores aos humanos. (Hebreus 2:7)
Diferentemente dos animais, o homem foi feito “à imagem de Deus”. (Gênesis 1:27) Também, em contraste com os animais, a Bíblia chama Adão de “filho de Deus”. (Lucas 3:38) Assim, temos sólidas razões para acreditar que o homem não foi feito para envelhecer e morrer. Deus não morre, nem criou seus filhos para morrer.  Habacuque 1:12; Romanos 8:20, 21.


Os animais foram criados mortais mesmo antes do pecado Adâmico.
E o Senhor Deus fez vestes compridas de pele (de animais) para Adão e para sua esposa, a fim de vesti-los. Gênesis 3:21
Ao dizer que a morte ‘entrou no mundo’, a Bíblia indica que a humanidade não foi originalmente criada para morrer. Para os humanos, a velhice e a morte são o resultado da rebeldia do primeiro homem contra Deus.
Os animais, por outro lado, não foram criados para viver para sempre. Gênesis 3:21; 4:4; 9:3, 4.


O criador determina a alimentação dos animais e dos homens:
E Deus prosseguiu, dizendo: “Eis que vos tenho dado toda a vegetação que dá semente, que há na superfície de toda a terra, e toda árvore em que há fruto de árvore que dá semente. Sirva-vos de alimento.  E a todo animal selvático da terra, e a toda criatura voadora dos céus, e a tudo o que se move sobre a terra, em que há vida como alma, tenho dado toda a vegetação verde por alimento.” E assim se deu. Gênesis 1:29-30.


Após o diluvio Deus incluiu a dieta de carne animal aos homens:
Deus abençoou Noé e seus filhos, e lhes disse: “Tenham filhos, tornem-se muitos e encham a terra.  Vocês continuarão a ser motivo de medo e de terror para toda criatura vivente da terra e para toda criatura voadora dos céus, para tudo o que se move sobre o solo e para todos os peixes do mar. Eles estão agora entregues às suas mãos.  Todo animal que se move e que está vivo pode servir-lhes de alimento. Assim como dei a vocês a vegetação verde, eu lhes dou todos eles.  Somente não comam a carne de um animal com seu sangue, que é a sua vida.  Além disso, vou exigir uma prestação de contas pelo sangue, a vida, de vocês.

Os animais também são úteis ao homem por fornecerem a carne. Originalmente, Deus proveu apenas vegetação para o consumo humano. Porém, mais de 1.600 anos depois, após o Dilúvio dos dias de Noé, Deus disse: “Todo animal movente que está vivo pode servir-vos de alimento. Como no caso da vegetação verde, deveras vos dou tudo.” (Gênesis 1:29; 9:3)

Assim Deus fez a concessão de que os animais também servissem de alimento para o homem. Evidentemente, essa concessão foi para beneficiar o homem, embora de início Deus não tenha incluído a carne na sua dieta.

Ao criar o homem Deus especificou o motivo da criação dos animais:
E Deus prosseguiu, dizendo: “Façamos [o] homem à nossa imagem, segundo a nossa semelhança, e tenham eles em sujeição os peixes do mar, e as criaturas voadoras dos céus, e os animais domésticos, e toda a terra, e todo animal movente que se move sobre a terra.”... Ademais, Deus os abençoou e Deus lhes disse: “Sede fecundos e tornai-vos muitos, e enchei a terra, e sujeitai-a, e tende em sujeição os peixes do mar, e as criaturas voadoras dos céus, e toda criatura vivente que se move na terra. Gênesis 1:26-28.

Deus criou os animais para beneficiar o homem. Alguns são úteis para o trabalho e outros servem como companheiros ou bichos de estimação. Os animais também revelam o amor e a sabedoria de Deus. Certamente é um prazer admirar a beleza dos animais. Além disso, observar sua incrível sabedoria instintiva nos ensina muito sobre o Criador. Salmo 104:24; Provérbios 30:24-28; Romanos 1:20

Entre os muitos exemplos de tal sabedoria, podemos citar um do mundo dos insetos. É realmente notável como as abelhas se comunicam e seguem instruções para encontrar o néctar, isso sem falar na maneira incrível como constroem o complexo favo de mel.


Os animais foram criados dóceis para o convívio com os homens, posteriormente eles se tornaram ferozes visando suas sobrevivências.
Então, Deus disse no seu coração: “Nunca mais amaldiçoarei o solo por causa do homem, pois a inclinação do coração do homem é má desde a sua juventude; e nunca mais destruirei todos os seres vivos assim como fiz. Gênesis 8:21
Deus abençoou Noé e seus filhos, e lhes disse: “Tenham filhos, tornem-se muitos e encham a terra. Vocês continuarão a ser motivo de medo e de terror para toda criatura vivente da terra e para toda criatura voadora dos céus, para tudo o que se move sobre o solo e para todos os peixes do mar. Eles estão agora entregues às suas mãos. Gênesis 9:1,2.


Estabelecido o tratamento a ser  dispensado aos animais.
Nosso Criador certamente aprecia quando demonstramos que gostamos dos animais e cuidamos bem deles. Você concorda, então, que não seria correto sujeitá-los à crueldade?
No entanto, é comum permitir que touros, cães e galos sejam submetidos a horríveis maus-tratos e sejam mortos em brigas promovidas apenas para diversão. Lamentavelmente, o modo como as pessoas tratam os animais nem sempre reflete a compaixão tencionada por Deus.

Naturalmente, pode ser muito triste, até mesmo trágico, ver a morte de um querido animal de estimação. Mas até mesmo nesse caso precisamos ter um conceito equilibrado. Conforme observado anteriormente, os animais não foram criados à imagem de Deus. (guiados pelo instinto de sabedoria divina)

Ao dar leis aos israelitas, Deus ensinou-lhes a tratar bem os animais. Ele exigia que devolvessem ao dono um animal perdido, e que ajudassem os animais em apuros. Êxodo 23:4, 5 Os animais deviam usufruir o descanso sabático, como os humanos. Êxodo 23:12 Havia leis que regulavam o tratamento correto de animais de lavoura. (Deuteronômio 22:10; 25:4) Obviamente, não se devia abusar dos animais, mas sim dar-lhes cuidados e proteção.

Provérbios 12:10 declara explicitamente o ponto de vista de Deus: “O justo importa-se com a alma do seu animal doméstico, mas as misericórdias dos iníquos são cruéis.” Certo comentário bíblico traduz assim esse versículo: “A bondade do justo estende-se até aos animais sem fala, mas o perverso é cruel, mesmo quando pensa estar sendo muito gentil.” Believer’s Bible Commentary, de William MacDonald.

O justo trata bem os animais e procura conhecer as suas necessidades. O perverso talvez verbalize seu amor pelos animais, mas as suas “misericórdias” são, na verdade, cruéis. As suas ações traem a motivação egoísta de sua mente. Quão bem isso se aplica aos que lançam um animal contra o outro na esperança de ganhar dinheiro!


Os animais nasceram para morrer e manter o equilíbrio ecológico e o eco-sistema.
Portanto, Deus sabe livrar da provação os que têm devoção a ele, mas reservar os injustos para serem destruídos no dia do julgamento,  especialmente os que procuram aviltar a carne de outros e desprezam a autoridade. Atrevidos e obstinados, não têm medo de falar mal dos gloriosos,  ao passo que os anjos, embora sejam maiores em força e poder, não os acusam com insultos, por respeito a Jeová.  Mas esses homens, como animais irracionais que agem por instinto e nascem para ser apanhados e destruídos, falam mal das coisas que desconhecem. Eles sofrerão a destruição trazida pelo seu próprio proceder destrutivo. 2 Pedro 2:9-12.




ESTUDOS SOBRE A ALMA E O ESPÍRITO DOS ANIMAIS
clique acima

clique acima

clique acima

clique acima

clique acima

clique acima

G- O ANIMAL É PESSOA NUM NÍVEL INFERIOR?
A inferioridade  dos Animais em relação ao Homem
Façamos [o] homem à nossa imagem, segundo a nossa semelhança, e tenham eles em sujeição (dominem) os peixes do mar, e as criaturas voadoras dos céus, e os animais domésticos, e toda a terra, e todo animal movente que se move sobre a terra. Gênesis 1:26,27

Ao dizer que a morte ‘entrou no mundo’, a Bíblia indica que a humanidade não foi originalmente criada para morrer. Para os humanos, a velhice e a morte são o resultado da rebeldia do primeiro homem contra Deus. Os animais, por outro lado, não foram criados para viver para sempre. Gênesis 3:21; 4:4; 9:3, 4.

As pessoas foram criadas para ser diferentes dos animais. Em comparação a eles, somos uma forma de vida superior, assim como os anjos são superiores aos humanos. (Hebreus 2:7)
Diferentemente dos animais, o homem foi feito “à imagem de Deus”. (Gênesis 1:27) Também, em contraste com os animais, a Bíblia chama Adão de “filho de Deus”. (Lucas 3:38) Assim, temos sólidas razões para acreditar que o homem não foi feito para envelhecer e morrer. Deus não morre, nem criou seus filhos para morrer.  Habacuque 1:12; Romanos 8:20, 21.

H- OS ANIMAIS TERÃO VIDA ETERNA?
Jesus Cristo disse que, para termos “vida eterna”, precisamos exercer fé e adquirir conhecimento de Deus, algo que é impossível aos animais. João 3:36; 17:3
Além do mais, a Bíblia compara os que são indignos da ressurreição a “animais irracionais, nascidos naturalmente para serem apanhados e destruídos”.  2 Pedro 2:9-12.

I- OS ANIMAIS IRÃO PARA O CÉU? ONDE VIVERÃO?
A última criação de Deus para viver no paraíso terrestre (Éden) foi o homem; mas antes de instalar o casal no planeta Terra, Jeová providenciou o todo necessário para que a vida humana fosse auto sustentável e prazerosa, assim Deus criou todas espécies de animais. Estes animais seriam para os usufrutos dos humanos para seus sustentos e agradável companheirismos principalmente os domésticos, fornecendo lhes carne, leite, derivados, ovos, peles etc. Gên. 1:24-28; 9:2-4. Mas, note que Deus colocou nos animais o medo dos humanos imperfeitos, para as sobrevivências deles. Gên. 9:2.

É notável que nos relatos bíblicos, os animais não eram imortais desde suas criações. Também é claro, que no pecado adâmico, o sofrimento generalizado estendeu se aos animais. Rom 8:22.

Outrossim, quando os homens ganhassem o seu livramento, os animais também por fim seria aliviados dos seus padecimentos, inclusive a fome. Como e quando ocorreria isto?

LEIA a profecia inspirada de Isaías sobre paz entre o leopardo e o cabrito e crianças (humanos). Esse evento espetacular vai acontecer, não por esforços humanos, mas por intervenção divina. O governo de Deus, porém, fará num cumprimento final desta profecia, pacificar o reino animal.
"Então brotará um rebento do toco de Jessé, e das suas raízes um renovo frutificará.   
E repousará sobre ele o Espírito do Senhor, o espírito de sabedoria e de entendimento, o espírito de conselho e de fortaleza, o espírito de conhecimento e de temor do Senhor.   
deleitar-se-á no temor do Senhor; e não julgará segundo a vista dos seus olhos, nem decidirá segundo o ouvir dos seus ouvidos;   
mas julgará com justiça os pobres, e decidirá com equidade em defesa dos mansos da terra; e ferirá a terra (sociedade humana pecadora) com a vara de sua boca, e com o sopro dos seus lábios matará o ímpio. A justiça será o cinto dos seus lombos, e a fidelidade o cinto dos seus rins.   
Morará o lobo com o cordeiro, e o leopardo com o cabrito se deitará; e o bezerro, e o leão novo e o animal cevado viverão juntos; e um menino pequeno os conduzirá.   
A vaca e a ursa pastarão juntas, e as suas crias juntas se deitarão; e o leão comerá palha como o boi. (Vide página inicial deste site, Home page).   
A criança de peito brincará sobre a toca da áspide, e a desmamada meterá a sua mão na cova do basilisco. (Naja).   
Não se fará mal nem dano algum em todo o meu santo monte; porque a terra se encherá do conhecimento do Senhor (Jeová), como as águas cobrem o mar".  Isaías 11:1-9. ALA.

PERGUNTAS DE LEITORES
01- Por que animais não reencarnam entre si e nem em homens?
A Bíblia não menciona jamais uma ressurreição ou recriação de animais. Eles não têm personalidade própria Prov. 30:24.  Os animais viveram milhares de anos antes do homem ser criado. Foram criados no quinto e início do sexto dias criativos. Mas o homem foi criado apenas no fim do Sexto dia criativo.  Gên.1: 20-23, 24-27,31.
A maior parte do tempo dos dois dias criativos os animais conviveram sem a presença do homem. Neste espaço de tempo os animais se reproduziam e morriam. Se existisse reencarnação de animais seria só entre as suas espécies totalmente diferentes umas das outras. Gên. 1:25.  

02- O que acontecerá com todos animais no Armagedom?
Muitos conjecturam que os nossos animais morrerão na grande Tribulação e no Armagedom. Que pecados eles cometeram para serem todos mortos na Guerra de Deus e os homens iníquos? Mateus 24:21,22;  Apocalipse 16:14-16
Com certeza continuarão no mesmo padrão desde as suas criações. Mantendo o equilíbrio ecológico a fauna e a flora.

03- Como sabemos que no Paraíso terrestre os animais se reproduzirão?
A profecia de Isaías capítulo 11:1-9, aborda condições reprodutivas dos animais e humanos durante o reinado milenar de Jesus. Note: "Morará o lobo com o cordeiro, e o leopardo com o cabrito se deitará; e o bezerro, e o leão novo e o animal cevado viverão juntos; e um menino pequeno os conduzirá.
A vaca e a ursa pastarão juntas, e as suas crias juntas se deitarão; e o leão comerá palha como o boi. (Vide página inicial deste site, Home page).   
A criança de peito brincará sobre a toca da áspide, e a desmamada meterá a sua mão na cova do basilisco. (Naja).   
Não se fará mal nem dano algum em todo o meu santo monte; porque a terra se encherá do conhecimento do Senhor (Jeová), como as águas cobrem o mar.

04- Como será a vida dos animais no Reino milenar e depois? Onde viverão no céu ou na terra?
Novamente a mesma profecia acima, retrata as condições deleitosas e pacíficas, que tanto os homem com os animais usufruirão eternamente e depois do Juízo final, NA TERRA.

05- Por que os animais se alimentam uns dos outros?
Originalmente os animais foram criados todos herbívoros. Toda criação Divina vivia harmoniosamente entre si. Antes do Pecado "Original" tudo era perfeito. Alimentação em abundância para todos. Não existia dor sofrimento. Os animais não se sentiam ameaçados. Então que  ocorreu DEPOIS do pecado?
Deixe a Bíblia falar para você:
FALTA DE ALIMENTOS
Gênesis 3:17-19:  E a Adão ele disse: “Visto que você escutou a voz da sua esposa e comeu da árvore a respeito da qual lhe dei a ordem: ‘Não coma dela’, maldito é o solo por sua causa. Em dor você comerá dos produtos dele todos os dias da sua vida. *Ele produzirá para você espinhos e abrolhos, e você terá de comer a vegetação do campo* .  No suor do seu rosto comerá pão, até que você volte ao solo, pois dele foi tirado. Porque você é pó e ao pó voltará.”

INSTINTO DE PRESERVAÇÃO
Gênesis 9:1-7:  Deus abençoou Noé e seus filhos, e lhes disse: “Tenham filhos, tornem-se muitos e encham a terra.  *Vocês continuarão a ser motivo de medo e de terror para toda criatura vivente da terra e para toda criatura voadora dos céus, para tudo o que se move sobre o solo e para todos os peixes do mar*. Eles estão agora entregues às suas mãos.  Todo animal que se move e que está vivo pode servir-lhes de alimento. Assim como dei a vocês a vegetação verde, eu lhes dou todos eles.  Somente não comam a carne de um animal com seu sangue, que é a sua vida.  Além disso, vou exigir uma prestação de contas pelo sangue, a vida, de vocês. Vou exigir de cada animal uma prestação de contas; e vou exigir de cada homem uma prestação de contas pela vida do seu irmão.  Quem derramar o sangue do homem, pelo homem será derramado o seu próprio sangue, pois Deus fez o homem à sua imagem.  Quanto a vocês, tenham filhos e tornem-se muitos; multipliquem-se abundantemente na terra e tornem-se numerosos.”

RESTAURAÇÃO DO PARAÍSO GOVERNADO POR DEUS
LEIA a profecia inspirada de Isaías sobre paz entre o leopardo e o cabrito e crianças (humanos). Esse evento espetacular vai acontecer, não por esforços humanos, mas por intervenção divina. O governo de Deus, porém, fará num cumprimento final desta profecia, pacificar o reino animal.
"Então brotará um rebento do toco de Jessé, e das suas raízes um renovo frutificará.   
E repousará sobre ele o Espírito do Senhor, o espírito de sabedoria e de entendimento, o espírito de conselho e de fortaleza, o espírito de conhecimento e de temor do Senhor.   
deleitar-se-á no temor do Senhor; e não julgará segundo a vista dos seus olhos, nem decidirá segundo o ouvir dos seus ouvidos;   
mas julgará com justiça os pobres, e decidirá com equidade em defesa dos mansos da terra; e ferirá a terra (sociedade humana pecadora) com a vara de sua boca, e com o sopro dos seus lábios matará o ímpio. A justiça será o cinto dos seus lombos, e a fidelidade o cinto dos seus rins.   
Morará o lobo com o cordeiro, e o leopardo com o cabrito se deitará; e o bezerro, e o leão novo e o animal cevado viverão juntos; e um menino pequeno os conduzirá.   
A vaca e a ursa pastarão juntas, e as suas crias juntas se deitarão; e o leão comerá palha como o boi. (Vide página inicial deste site, Home page).   
A criança de peito brincará sobre a toca da áspide, e a desmamada meterá a sua mão na cova do basilisco. (Naja).   
Não se fará mal nem dano algum em todo o meu santo monte; porque a terra se encherá do conhecimento do Senhor (Jeová), como as águas cobrem o mar".  Isaías 11:1-9. ALA.

CONCLUSÃO
Adão e Eva quando foram criados, foram colocados na Região do Éden  para conviverem eternamente com os ANIMAIS mortais. Os animais já existiam antes dos homens,  muitas centenas de Bilhões de animais todos mortais.
Na Palavra de Deus não existe esperança de vida eterna para os animais. João 3:16,17; 2 Pedro 2:12 .


MATÉRIAS ADICIONAIS

Voltar para o conteúdo