144.000 - A PARTICIPAÇÃO NA CEIA GARANTE SUA SELAGEM? - https://adeusheresias.com.br

www.ADEUS HERESIAS.com.br
Site dedicado a pessoas sinceras estudiosas da Bíblia.
Ir para o conteúdo

144.000 - A PARTICIPAÇÃO NA CEIA GARANTE SUA SELAGEM?

QUE DIZER DO NÚMERO DOS QUE COMEM DO PÃO E BEBEM DO VINHO?
Em anos recentes, temos notado um aumento no número dos que comem do pão e bebem do vinho na Celebração da morte de Cristo. Isso é bem diferente do que vimos por muitas décadas, quando o número diminuía. Será que o aumento atual deve nos preocupar? Não. Vejamos alguns pontos importantes que devemos ter em mente.

“Jeová conhece os que lhe pertencem.” (2 Tim. 2:19) Os irmãos que fazem a contagem dos que comem do pão e bebem do vinho não podem julgar quem realmente tem a esperança celestial. Esse número inclui pessoas que por engano acham que são ungidas. Depois de um tempo, alguns que começaram a comer do pão e beber do vinho pararam. Outros, por terem problemas mentais ou emocionais, acreditam que governarão com Cristo no céu. Então, o número de participantes não indica com precisão a quantidade de ungidos na Terra.

Haverá ungidos em várias partes da Terra quando Jesus vier para levá-los para o céu. A respeito desse tempo, a Bíblia diz: “[Jesus] enviará os anjos e reunirá os seus escolhidos desde os quatro ventos, desde a extremidade da terra até a extremidade do céu.” (Mar. 13:27) É verdade que a Bíblia indica que apenas um restante dos ungidos estará na Terra durante os últimos dias. (Apo. 12:17) Mas ela não diz quantos ainda estarão aqui quando começar a grande tribulação.

Jeová decide em que ponto da História ele escolhe os ungidos. (Rom. 8:28-30) Jeová começou a escolher os ungidos depois da morte e ressurreição de Jesus, e pelo visto todos na congregação cristã do primeiro século eram ungidos. Desde aquele tempo até o início dos últimos dias, a grande maioria dos que afirmavam seguir a Cristo eram falsos cristãos. Jesus os comparou a “joio”. Mesmo assim, Jeová continuou ungindo alguns fiéis durante esse tempo, e eles provaram ser como o “trigo” descrito por Jesus. (Mat. 13:24-30) Nos últimos dias, Jeová continua escolhendo pessoas para fazer parte dos 144 mil. Se ele decidir esperar até a parte final desse período para escolher alguns para esse privilégio, quem somos nós para questionar sua sabedoria? (Isa. 45:9; Dan. 4:35; leia Romanos 9:11, 16.)
Devemos tomar cuidado para não agirmos como os trabalhadores insatisfeitos que reclamaram do modo como o dono do vinhedo lidou com os trabalhadores da 11.a hora.  Leia Mateus 20:8-15.

Nem todos que têm a esperança celestial fazem parte do “escravo fiel e prudente”. (Mat. 24:45-47) Assim como no primeiro século, Jeová e Jesus estão hoje alimentando muitos pelas mãos de poucos. No primeiro século, poucos cristãos ungidos foram usados para escrever as Escrituras Gregas Cristãs. Hoje, também, poucos cristãos ungidos foram designados para fornecer “alimento [espiritual] no tempo apropriado”.

O que aprendemos desta consideração? Jeová decidiu dar duas recompensas distintas: vida celestial para os judeus espirituais e vida terrestre para os simbólicos dez homens. Mas ele exige o mesmo padrão de fidelidade dos que têm a chamada celestial e dos que têm a esperança terrestre. Os dois grupos devem se manter humildes. Os dois grupos devem ser unidos. E os dois grupos devem promover a paz na congregação. À medida que os últimos dias se aproximam do fim, que todos nós estejamos determinados a servir como um só rebanho sob a direção de Cristo!

PESQUISA COMPLETA


Voltar para o conteúdo